12 de novembro de 2016

Não só sobre a liberdade


Eu acredito em Deus, não sei vocês. Mas crentes ou não todos nós recebemos certa liberdade dentro da vida civilizada a qual pertence a nós unicamente, não somente como um direito estabelecido por alguém, mas por sermos humanos, dotados da capacidade de escolher. E infelizmente muitas vezes escolhemos errado e nossa liberdade também está sujeita aos nossos erros.

Algum dia nós escolhemos errado e seguimos por um caminho não tão reto quanto achávamos que seria e talvez tenha havido alguma "testemunha" ou somente nós mesmos. Não sei o que aconteceu naquele dia, mas nossa liberdade parece estar sujeita a essa "testemunha" ou ao nosso pensamento, a nossa culpa ou peso de consciência. E isso é caro, dói, priva a gente. Tira nossa liberdade por estarmos sob o julgo de alguém ou de nós mesmos e, por isso, as escolhas são tão importantes.

As vezes a gente faz algo estúpido, mas acaba se esquecendo, principalmente quando somos ou fomos adolescentes. Mas um dia isso vem para cima de nós e, mais uma vez, nos tira a liberdade. E como essa é importante! Ela faz a diferença entre estarmos sob nós mesmos ou sob outras pessoas, ela nos dá asas para seguirmos as nossas escolhas do futuro, ela nos torna independentes, autênticos, livres para sermos o que somos, ela nos dá a felicidade de nos completarmos a nós mesmos. E nunca podemos nos esquecer: ela é muito importante. Por isso ter cuidado com as escolhas que fazemos é fundamental para garantirmos a nossa liberdade.

Existe uma linha tênue entre fazer a escolha certa e a errada. Alguém roubou porque queria ter aquele objeto e, para isso, fez uma escolha que pode ter levado ele a perder a liberdade de caminhar sozinho pelas ruas se tiver ido para a prisão ou, se não foi, ele perdeu a liberdade de viver livre para ir aonde quer porque pode ser pego e descoberto. E não é só nesse caso, alguém desobedeceu aos pais ao chegar mais tarde em casa ou fazer coisas erradas e perdeu a liberdade de sair ou a liberdade que tinha devido à confiança depositada nele. 

Essa liberdade faz parte de nós e nós precisamos dela para sermos felizes, sermos nós mesmos, fazermos escolhas. Escolher quem queremos ser. Não podemos arriscar nossa liberdade por besteiras, por pessoas que podem mudar a qualquer instante, por escolhas erradas que fazemos sem pensar. Não podemos arriscar nossa chance de sermos. A liberdade nos dá asas para voar além do alcance que podemos ver, mas voar e perder essa chance é uma escolha que precisamos fazer diariamente e quase sempre é difícil.

Nenhum comentário:

Postar um comentário